RSS RSS

Navegação


Principais tópicos


Ferramentas




Pesquisar na wiki
»

Impulsionado por
Para aprofundar a discussão sobre dados abertos governamentais e atrair novos públicos, o Ministério do Planejamento (MP), em parceria com o Escritório Brasileiro do Consórcio World Wide Web (W3C Brasil), realizou o II Encontro Nacional de Dados Abertos. O evento foi realizado entre os dias 21 e 22 de novembro de 2013, na Escola de Administração Fazendária (ESAF), em Brasília.

Image

Data: 21 e 22/11/2013
Local: Escola de Administração Fazendária - ESAF
Hora: 09:00 - 18:00
Site do encontro: http://2.encontro.dados.gov.br (o site foi desligado em 2016, mas uma cópia de segurança pode ser acessada no web archive)

Programação

A programação está disponível em planilha e também na tabela a seguir.

21 de novembro de 2013

Auditório Alan Turing
09:00 - 10:30Cerimônia de Abertura
SLTI - W3C Brasil - SERPRO - Dataprev - INEP - PUC-Rio - Presidência da República
10:30 - 12:45Keynote Speaker: Impactos da política de governo aberto e dados abertos - Irina Bolychevsky (Open Knowledge Foundation)
12:45 - 14:00Almoço
Sala DT2Sala DT3Sala CT2Sala CT3Sala CT4Sala CT5MiniauditórioSala CT6
Sustentabilidade Econômica dos Dados Abertos - Alexandre Gomes - SEA TecnologiaCasos Locais: Abertura nos Estados e Municípios - Bernadette Loscio - UFPEEducação em dados abertos - Everton Zanella Alvarenga - OKFn BrasilInteroperabilidade - Alexandre Lopes - SerproEspaço de desconferência
14:00 - 15:00Inspiração
  • Roberto Mascarenhas - Associação Brasileira de Startups
  • Antônio Ventura - Associação de Startups e Empreendedores Digitais
  • Flávio Alves - Startup Brasilia
  • Hugo Giallanza - Portal ARP
  • Marcos Roberto - Urbanizo
  • Rommel Carvalho - CGU
  • Carlos Denner - UnB
  • Cristina Sá - SEBRAE DF
  • Ciro Biderman - SPTrans
  • Juliana Foerngs - Governo do RS
  • Homero Sampaio - EMPREL - Recife
  • Raquel Camargo - Governo de MG
  • Thiago Ávila - Governo de AL
  • Ricardo Mateus - Prefeitura do Rio de Janeiro
  • Alexandre Santos - INEP
  • Eduardo Cheng - MEC
  • Ernesto Martins Faria - Fundação Lemann
  • Gustavo Paiva - Observatório da Educação
Design de APIs de Dados Abertos - Paulo Merson - TCUVisualização de dados
  • Diego Rabatone - Estadão Dados
  • Raquel Minardi - UFMG
  • Vitor Baptista - Open Knowledge Foundation
  • Yasodara Córdova - W3C Brasil Hesley Py - IBGE
Oficina de construção de mapas interativos com a ferramenta CartoDB - Daniel Bramatti - Estadão DadosLivre para desconferências e propostas por qualquer pessoa e para lightining talks
16:30 - 17:00Intervalo
15:00 - 16:30Transpiração

Trabalho colaborativo em formato de World Café
Elaboração de propostas por setor: governo, ONGs, empresas e academiaElaboração de propostas por setor: governo, ONGs, empresas e academiaLigação entre ontologias, taxonomias e o negócio da instituição
  • Frederico Bortolato
  • João Lima - Senado
  • Luís Sérgio Araújo - Ministério do Planejamento
CKAN - Software Livre para portais de dados abertos
  • Eduardo Saint Clair - Serpro;
  • Luiz Felipe - Serpro;
  • João Paulo Tinoco - Dataprev;
  • Marconi Clementino - Emprel
Livre para desconferências e propostas por qualquer pessoa e para lightining talks
18:00 - 18:30Entrega dos prêmios dos Concursos de Aplicativos de Dados Abertos

22 de novembro de 2013

Sala DT2Auditório Alan Turing
09:00 - 11:45Curso de ontologias - Ig Ibert Bitencourt - UFALKeynote Speaker: Ulrich Atz (Open Data Institute)
11:45 - 12:30Anúncio dos vencedores e entrega dos prêmios do Concurso Nacional de Dados Abertos

Vídeos e transmissão

O evento foi transmitido ao vivo pela internet (streaming de vídeo), apenas na parte da manhã (programação do Auditório Alan Turing). Pôde ser visualizado a partir do serviço de streaming do Serpro. As gravações podem ser visualizadas nos vídeos a seguir.

Trilhas

O evento contou com algumas trilhas de discussões que visaram aproveitar os conhecimentos de pessoas da sociedade civil e produzir colaborativamente recomendações para melhorar a política de dados abertos.

  • Sustentabilidade Econômica (coordenação: Alexandre Gomes - SEA Tecnologia)
  • Casos Locais: Abertura nos Estados e Municípios (coordenação: Bernadette Loscio - UFPE)
  • Educação em dados abertos (coordenação: Everton Zanella Alvarenga - OKFn Brasil)
  • Privacidade (coordenação: Victor Pimenta - MJ)
  • Governo Aberto: Dados e Serviços do Governo para a Sociedade e o Cidadão (coordenação: Patrícia Cornils)
  • Licenciamento de dados abertos (coordenação: Felipe Nievinski - UNESP)

A consolidação das propostas da sociedade para condução da INDA, realizadas durante as trilhas, pode ser encontrada no portal participa.br.

Apresentações

As apresentações estavam disponíveis ao longo da programação e bastava clicar no nome do palestrante. Todavia, o site foi desligado cerca de 2 anos e meio após o evento. A programação pode ser consultada pelo site archive.org, que arquivou uma cópia do site.

A seguir, cópias de algumas das apresentações que foram compartilhadas pelos palestrantes.


Fotos

Algumas fotos do evento estavam disponíveis no site do encontro. Todavia, este foi desligado cerca de 2 anos e meio após o evento.

Indicadores do Encontro

  • Total de inscritos: 663
  • Total de presentes 21/11: 296 (manhã) e 200 (tarde)
  • Total de presentes 22/11: 174 (manhã) e 158 (tarde)
  • Total de pessoas registradas que compareceram: 356
  • Total de participantes do curso de ontologias: 70
  • Quantidade de não registrados no sistema (organização, palestrantes, outros): 54
  • Total geral: 410


Comparando com o I Encontro Nacional de Dados Abertos

O I Encontro Nacional de Dados Abertos, apresentado no Complexo Brasil 21, nos dias 26 e 27/10/2011, cerca de 2 anos antes do II ENDA, teve sua realização dentro de um encontro maior, o Encontro Nacional de Tecnologia da Informação, no qual contava com uma sala de 200 lugares. Na ocasião, muito conveniente por haverem representantes de diversos municípios, o encontro teve uma média de 300 participantes nos dois dias. Contando com uma grade diversificada, e com um palestrante internacional.

O II Encontro, realizado imediatamente após o Encontro SISP, dispôs de 8 salas com programação simultânea que contaram com trilhas independentes e um curso de ontologias, além do auditório principal da ESAF, onde foram realizadas a cerimônia de abertura, os keynote speaks e as cerimônias de premiação do Concurso de Aplicativos do Ministério da Justiça e do Concurso Nacional de Dados Abertos.

Dessa forma, percebemos significativa evolução do I ao II encontro:
  • no maior número de participantes no encontro;
  • no aumento da diversidade do público e de seu alcance nacional;
  • no aumento da diversidade de assuntos abordados; e
  • na inserção de novos públicos, como empresários e demais pessoas de fora do governo.

Avaliações